Rádio Imprensa

Campanha Pipa sem Mortes continua nas escolas – AIRTF

Campanha Pipa sem Mortes continua nas escolas

porairtf

Campanha Pipa sem Mortes continua nas escolas

A Prefeitura, em trabalho integrado com a Polícia Militar, continua visitando as escolas e compartilhando orientações de advertência sobre o perigo que representa soltar pipas próximo de rede elétrica e a utilização de cerol ou linha chilena (cortante). Nessa segunda-feira, dando continuidade a um trabalho iniciado na semana passada, a equipe esteve na Escola Municipal ‘Frei Lauro de Carvalho Borges’, no Jardim do Éden em dois horários, às 8 e às 14 horas, onde o policial militar com imagens projetadas conduziu conversa buscando a interação com os alunos, dando diversos exemplos de acidentes e que podem ser evitados.

     Aproveitando a oportunidade, além dos cuidados no soltar as pipas, são transmitidas orientações também sobre o trânsito, como a importância de se atravessar na faixa de pedestre e outros cuidados essenciais para a segurança e se evitar acidentes. Os dados disponíveis mostram que é durante as férias escolares e no mês de agosto que ocorrem o maior número de acidentes, devido ao vento mais favorável o que leva as crianças para as ruas nos períodos de folga.

    Ao conversar com os estudantes, o policial mostrou que muitos acidentes fatais ocorrem com motociclistas que passam por áreas onde crianças e adolescentes empinam suas pipas ou papagaios. Um risco para os mototaxistas e pedestres que podem cortar principalmente o pescoço em contato com a linha de cerol enquanto transitam por regiões onde pipas são soltas. Sem falar na própria criança que, desatenta, soltando sua pipa, corre risco de atropelamento e de choque elétrico, ao brincar em lugares inadequados.

    Durante a apresentação, foi feita uma demonstração da letalidade da linha chilena com a utilização de uma batata que é cortada sem nenhum esforço. A Campanha Pipa Sem Mortes tem como objetivo refletir e conscientizar as crianças sobre esta brincadeira tradicional que faz parte de nossa cultura e segue até o começo de setembro, voltada para 4,3 mil alunos dos 4º e 5º anos. Nesta terça-feira, o trabalho será feito nas Escolas “Maria Brizabela Bruxelas Zinader” e “Valéria Teresa Spessoto”, respectivamente no Jardim Luiza e no Parque Leporace, região Norte da cidade.

    O encerramento do projeto acontecerá no dia 3 de setembro na EMEB “Nelson dos Santos Damasceno”, localizada no Jardim Bonsucesso, onde haverá a apresentação da Banda da Polícia Militar-CPI/3.

Fonte: Prefeitura Municipal de Franca

Sobre o Autor

airtf administrator